728

Filha de pais analfabetos celebra a oportunidade dada pela Prefeitura de Porto Velho para fazer mestrado

Share:

Cássia Neres via o curso de mestrado como um sonho muito distante

Porto Velho, RO - Nascida no município de Pompéia, interior de São Paulo, e filha de pais analfabetos, a professora Cássia Neres, que veio para Porto Velho em 2003, via o curso de mestrado como um sonho muito distante. Hoje, porém, como mestranda da Universidade Federal de Rondônia (Unir), o sonho está mais perto do que nunca de se tornar realidade.

Sempre muito determinada, ela conta que concluiu o magistério em 1998 e em 2003 resolveu tentar a vida em Rondônia, ano em que chegou a Porto Velho. Disposta a vencer na vida e na carreira profissional, logo se matriculou em uma faculdade particular, onde se graduou em Pedagogia.

“Logo após concluir a minha graduação, passei num concurso da Prefeitura de Porto Velho e fui lotada em uma escola de educação infantil, onde trabalhei por algum tempo. Em seguida fui convidada pela então secretária para compor a equipe administrativa da Secretaria Municipal de Educação (Semed). Em 2009, assumi a Divisão de Inspeção Escolar da Semed”, recorda, sendo que atualmente ela trabalha na Divisão de Educação Básica (Dieb) da Semed.

O MESTRADO

Professora iniciou o mestrado em 23 de novembro de 2022

Em 2022 foi divulgado o edital com oportunidade aos profissionais de educação ingressarem no curso de mestrado e doutorado da Unir, numa parceria com a Prefeitura de Porto Velho, “mas ainda assim eu via o mestrado como algo muito distante para mim, que vim de uma família numerosa, uma família muito simples. Meus pais, inclusive, são analfabetos e eu vi aquilo muito distante para mim”, disse.

Porém, diante de tamanha oportunidade, Cássia criou coragem, fez a inscrição e acabou sendo aprovada. Ela obteve a segunda maior nota no processo seletivo e iniciou o mestrado em 23 de novembro de 2022. A pesquisa tem como tema: formação de educadores na educação infantil, desenvolvendo a imaginação com crianças de 4 a 5 anos a partir da contribuição de um fórum cultural.

“Eu vi e vejo no mestrado uma grande oportunidade para mim, na minha instrumentalização, no aperfeiçoamento da minha prática, assim como para os colegas que estão em sala de aula e os gestores, não só os técnicos da secretaria. O mestrado veio instrumentalizar os professores, aperfeiçoar a nossa prática. É um sonho profissional, um sonho pessoal meu que eu venho realizando”, destacou com muita empolgação.

VISIONÁRIOSGláucia Negreiros, secretária da Semed

Para Cássia Neres, a secretária Gláucia Negreiros (Semed) e o prefeito Hildon Chaves são pessoas visionárias, pelo fato de abrirem essa grande possibilidade para que os servidores possam avançar cada vez mais na sua qualificação profissional, o que certamente vai melhorar ainda mais a qualidade do ensino no município.

“Nós vemos hoje a educação do município com altos índices e o retrato disso é a nossa profissionalização. O mestrado vai impactar positivamente na formação profissional dos professores, para que eles enxerguem novas maneiras de ensinar as nossas crianças”, completou.

Disse ainda que o projeto trata especificamente sobre a formação de professores da educação infantil, que é a primeira etapa. “Eu penso que ele vai contribuir muito para melhorar ainda mais a qualidade do ensino das nossas crianças”, finalizou.

VAGAS

Conforme a secretária Gláucia Negreiros, na ocasião foram ofertadas 52 vagas para professores e profissionais da educação básica. A ação faz parte do projeto da atual gestão municipal em preparar os professores com cursos de formação continuada, destacando ainda a parceria com a Unir e o investimento de R$ 3,5 milhões por parte do município na qualificação dos educadores.

Fonte: Texto: Augusto Soares Foto: Wesley Pontes

Nenhum comentário