Construção da nova rodoviária de Porto Velho segue em ritmo acelerado - RONDONIA 319

728

Construção da nova rodoviária de Porto Velho segue em ritmo acelerado

Share:

Com investimento de R$ 44 milhões, projeto busca criar um espaço moderno e sustentável

Porto Velho, RO - Uma das obras mais aguardadas pela população de Porto Velho, a construção da nova rodoviária segue em ritmo acelerado. A expectativa é pela conclusão dos trabalhos dentro do cronograma estabelecido, entregando o novo terminal para a população.

Entre os avanços na obra, estão a chegada da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE), todo o sistema de ar condicionado já está na obra, com parte da estrutura já montada. Os banheiros recebem piso e as louças serão assentadas. A parte de vidraçaria está praticamente concluída. Na área externa, a área de calçamento foi finalizada.

O piso de granito em três tipos de cores diferentes, que representam uma seringueira, já foi totalmente instalado. O prédio será todo climatizado e vai utilizar o sistema VRF, que regula a necessidade de refrigeração no ambiente. A obra vai receber forro em gesso acartonado.

O prefeito de Porto Velho, Hildon Chaves, fez uma visita à construção, acompanhado da diretora-presidente da Concessionária dos Aeroportos da Amazônia, Karen Strougo, que gerencia as obras de reforma e ampliação do Aeroporto Internacional Governador Jorge Teixeira, agora denominado Porto Velho Airport pela Vinci Airport, concessionária que administra o espaço.

''São duas grandes obras, que serão concluídas praticamente ao mesmo tempo, dando um novo impulso no modal de transporte de Porto Velho e de Rondônia. Serão duas instalações modernas, climatizadas e com o tamanho e a qualidade que a nossa capital merece", disse o prefeito.

OBRA

Com um investimento de R$ 44 milhões, o projeto busca criar um espaço moderno e sustentável, com estética regional e desempenho térmico adequado. A frente será para a avenida Carlos Gomes, com a entrada dos ônibus pela Dom Pedro II e saída pela João Pedro da Rocha. O prédio foi projetado para valorizar aspectos e elementos da natureza local e da cultura amazônica, com a fachada que remete ao rio Madeira e ao tom amadeirado que faz menção às árvores da região. Já a instalação do piso dá uma representação da seringueira.

Com 8.457,59 metros quadrados de área construída, a nova rodoviária terá 13 plataformas de embarque e desembarque, 26 boxes e agências para as empresas, sala VIP, saguão de espera, praça de alimentação com oito lanchonetes e um restaurante, 11 lojas, área administrativa, fraldário e banheiros.


Fonte: Superintendência Municipal de Comunicação (SMC)

Nenhum comentário