Incêndio em pousada de Porto Alegre deixa ao menos 10 mortos - RONDONIA 319

728

Incêndio em pousada de Porto Alegre deixa ao menos 10 mortos

Share:

Prédio onde funcionava o empreendimento não tinha autorização para abrigar uma pousada

Porto Velho, RO - Um incêndio que atingiu uma pousada no Centro de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, na madrugada desta sexta-feira 26 deixou ao menos dez pessoas mortas. As informações são do Corpo de Bombeiros do estado.

O incêndio que atingiu o imóvel teria começado logo no início da madrugada e só foi controlado por volta das 5 horas. O fogo teria iniciado no primeiro andar do prédio, tendo se espalhado, em seguida, pelos outros dois pavimentos. A proximidade dos quartos teria ampliado a tragédia. A causa do fogo ainda não foi determinada.

Por volta das 8 horas desta sexta, 11 pessoas foram resgatadas com vida e foram levadas pelos bombeiros a hospitais da capital. O quadro de três delas é grave: duas estão entubadas e uma outra teve 20% do corpo queimado.

De acordo com a rádio Gaúcha Zero Hora, os hóspedes da pousada no momento das chamas seriam pessoas em situação de vulnerabilidade social, que normalmente estão em situação de rua.

Há, ainda, desaparecidos. O Corpo de Bombeiros, porém, não informou quantas pessoas não foram encontradas até o momento.

Também segundo os portais locais, o imóvel onde funcionava a pousada não teria autorização para operar o negócio e também não contava com um plano de proteção para incêndios. Estaria, portanto, irregular.

O fato foi classificado como ‘negligência’ por parte de políticos locais. A deputada federal Daiana Santos (PCdoB), que é ex-vereadora na cidade, afirmou ser preciso cobrar a Prefeitura, comandada por Sebastião Melo (MDB), pelo caso.

Pelas redes, o prefeito se posicionou, mas não citou a irregularidade constatada pelos Bombeiros:

“Com profunda tristeza acompanho a apuração do incêndio com vítimas na pousada Garoa, na Farrapos. A prioridade agora é o atendimento aos cidadãos resgatados e encaminhados ao HPS. A prefeitura trabalha para acolher os moradores e apoiar a investigação dessa tragédia”, escreveu o emedebista.

Maria do Rosário, candidata do PT na cidade, foi outra política a reagir. Nas redes, ela disse estar ‘consternada’ com a situação.

Fonte: Carta Capital

Nenhum comentário