728

Polícia da Índia prende todos os sete suspeitos de estuprar brasileira

Share:

Vice-comissária do distrito de Dumka, Anjaneyulu Dodde, confirmou à CNN nesta terça-feira que os quatro suspeitos que a polícia seguia à procura foram detidos

Porto Velho, RO - A polícia da Índia prendeu todos os sete suspeitos de estuprar uma turista brasileira, disseram as autoridades, nesta terça-feira (5), em um caso que lançou novos holofotes sobre o problema endêmico da violência sexual contra as mulheres no país.

No sábado, a polícia anunciou que três homens tinham sido presos em conexão com o caso e que procuravam mais quatro suspeitos.

A vice-comissária do distrito de Dumka, Anjaneyulu Dodde, confirmou à CNN nesta terça-feira que os outros quatro suspeitos já haviam sido detidos.

O casal, que viajava de motocicleta do estado de Bengala Ocidental para o país vizinho Nepal, foi encontrado na noite de sexta-feira por policiais em patrulha, disse Pitambar Singh Kherwar, superintendente da polícia distrital de Dumka, no estado de Jharkhand.

Eles foram levados ao hospital, onde a mulher contou ao médico que havia sido estuprada.

A polícia identificou os suspeitos procurados e formou uma equipe especial de investigação, disse Kherwar.

A Comissão Nacional para Mulheres da Índia (NCW) condenou o episódio.

A presidente da NCW, Rekha Sharma, falou com a vítima e estendeu toda a assistência necessária, postou a organização no X (antigo Twitter) no sábado.

O ministro de Jharkhand, Mithilesh Kumar Thakur, chamou de um “incidente condenável”.

“Se um crime foi cometido, os culpados não serão poupados”, disse ele no sábado.

A Índia tem lutado durante anos para combater os elevados índices de violência contra as mulheres, com uma série de casos de violação de grande repercussão envolvendo visitantes estrangeiros que chamaram a atenção internacional para a questão.

Em 2018, uma mulher britânica foi alegadamente violada enquanto caminhava para o seu hotel no estado ocidental de Goa, um destino turístico popular; dois anos antes, uma mulher americana teria sido drogada e estuprada por um grupo de homens em seu quarto de hotel cinco estrelas em Nova Delhi. E em 2013, seis homens foram condenados à prisão perpétua pelo estupro coletivo de uma turista suíça.

De acordo com o National Crime Records Bureau da Índia, um total de 31.516 casos de estupro foram registrados em 2022, uma média de 86 casos por dia.

E os especialistas alertam que o número de casos registados é apenas uma pequena fração do que pode ser o número real, em um país profundamente patriarcal onde a vergonha e o estigma cercam as vítimas de violação e as suas famílias.

Fonte: CNN Brasil

Nenhum comentário