728

Número 3 da Justiça tem exoneração cancelada para substituir Cappelli

Share:

Diego Galdino, número 3 do Ministério da Justiça, chegou a se despedir nas redes sociais, mas teve que voltar ao cargo para transição

Porto Velho, RO - O secretário-executivo adjunto do Ministério da Justiça, número 3 da pasta, Diego Galdino, retornou para o cargo nesta sexta-feira (12/1), um dia depois de ter sido exonerado. Já no Maranhão, ele terá que voltar para Brasília com o objetivo de substituir Ricardo Cappelli, número 2 do MJ, que estará de férias entre os dias 15 e 21 de janeiro.

Galdino deve acompanhar a transição do comando da pasta de Flávio Dino — que vai para o Supremo Tribunal Federal (STF) — para Ricardo Lewandowski, novo chefe do ministério a partir de 1º de fevereiro.

O número 3 do MJ havia pedido para ser exonerado por questões pessoais e viajou para o Maranhão, onde vive a família. Com as férias de Cappelli, foi convocado para dar suporte na reta final.

Na quarta-feira (10), Galdino chegou a usar as redes sociais para se despedir do ministério e declarou “gratidão” ao ministro Dino. Próximos, ele já ocupou as chefias das secretarias de Cultura, Turismo, Estado e Casa Civil no Maranhão.

Transição

Flávio Dino já está com um gabinete montado no STF e tem se informado sobre a nova função. O nome de Lewandowski foi anunciado por Luiz Inácio Lula da Silva (PT) na quinta-feira (11).

No MJ, já correm rumores entre servidores de quem seriam os secretários e cargos de comando substituídos na nova gestão.

As chefias da Polícia Federal (PRF) e Polícia Rodoviária Federal (PRF) devem ser mantidas. Também há expectativa de que Wadih Damous continue na Secretaria Nacional do Consumidor (Secom) por conta da relação com o PT.

Fonte: Metropoles

Nenhum comentário