728

Enfermeira é agredida durante plantão no hospital municipal de Ariquemes

Share:

O caso aconteceu no Hospital Municipal de Ariquemes e está sendo investigado

Porto Velho, RO - Uma enfermeira do Hospital Municipal de Ariquemes (HMA) foi agredida durante o plantão, na madrugada desta quinta-feira (12), enquanto tentava realizar o atendimento de um adolescente que chegou na unidade hospitalar, acompanhada de sua mãe.

De acordo com o boletim de ocorrência, a enfermeira Rosilene Pereira Ferreira, relatou estar de plantão, momento em que a infratora, S.F.O. de 41 anos, adentrou ao local buscando atendimento para o seu filho adolescente e, ao ser informada de que deveria fazer uma ficha de atendimento, a infratora passou a proferir xingamentos e desferindo vários socos contra a vitima, vindo a lhe causar escoriações no lado direito da face, lábio inferior, pescoço e colo, evadindo-se do local, tomando rumo ignorado, logo após a agressão.

Durante o atendimento à vítima, os policiais foram informados que a infratora estaria nas proximidades da Unidade de Pronto Atendimento (UPA). De imediato foi feito deslocamento até o local juntamente com a vítima, onde foi localizado a agressora, que ao lhe ser perguntado sobre os fatos, confirmou a versão apresentada pela enfermeira agredida.

Diante dos fatos, mediante interesse em representar por parte da vítima, e o compromisso da infratora, foi confeccionado o TCO ( termo circunstanciado de ocorrência) ficando as partes compromissadas em comparecer no Juizado Especial Criminal (JECRIM), em dia e horário marcado ainda pra esse mês de outubro.

Nota de repúdio

A prefeitura de Ariquemes, através da Secretaria Municipal de Saúde (SEMSAU), manifestou repúdio contra o ato de violência e expressou solidariedade irrestrita à profissional que foi agredida. A nota diz ainda que está prestando apoio e suporte para que atos como este, não se repitam ou passem impunes.

A câmara de vereadores de Ariquemes também emitiu nota e repudiou veementemente o ato de violência contra a enfermeira. Segundo a nota, tal agressão é inaceitável e não deve ser tolerada em nossa sociedade.

A camara municipal informou ainda que solicitará as autoridades e a secretaria de saúde, medidas enérgicas para garantir a segurança e a integridade dos servidores, além da responsabilização da agressora.

Termina a nota se solidarizando com a enfermeira agredida.

Fonte: Amazônia Hoje

Nenhum comentário