728

Segurança Pública de Rondônia é fortalecida com entregas e ações realizadas

Share:


Provimento de acesso hierárquico dos militares também foi reforçado, permitindo maiores condições de graduação

A segurança pública foi um dos principais eixos que tem recebido atenção do Governo de Rondônia, não apenas com reforço policial, mas também no aparato tecnológico, com equipamentos para auxiliar os militares durante seus trabalhos de patrulhamento e investigação, além de armamentos, viaturas novas e capacitações dos militares para a realização de operações por toda a Capital e municípios.

Um dos principais resultados obtidos na segurança pública refere-se à taxa de 90% de resolução de homicídios no Estado, chegando a ser comparada ao de países europeus, que são bem superiores e apontam média nacional de 44% de esclarecimentos. Na última edição divulgada, em outubro de 2021, Rondônia ficou em 4° lugar, com 74% em taxa de esclarecimentos, acima da média nacional e mundial.

Segurança pública também recebeu aparelhos para auxílio nos trabalhos dos militares

O governador de Rondônia, Marcos Rocha, declara que as ações de segurança para combater a criminalidade “são necessárias, assim como foi feito na aquisição de equipamentos, melhoria salarial de 25% dos policiais civis e militares, além das ações em áreas de campo e até mesmo nas fronteiras”.

De acordo com dados da Secretaria do Tesouro Nacional – STN, do Ministério da Fazenda, Rondônia foi o 6° Estado do Brasil que mais gastou com investimentos em Segurança Pública em 2021, resultando em inúmeros investimentos à Polícia Militar, Polícia Civil e Corpo de Bombeiros Militar.

Novas viaturas foram entregues para PMRO, PC E CBM

Entre 2020 e 2021, houve a substituição de mais de 600 veículos locados, entre viaturas de médio e pequeno porte para as forças policiais, entre as entidades beneficiadas; Polícia Militar de Rondônia – PMRO. Para o Corpo de Bombeiros Militar de Rondônia – CBMRO, foram adquiridas oito novas unidades de resgate em 2020, e mais três unidades de resgate em 2021, com o total de mais de R$ 2 milhões. Além disso, o CBMRO recebeu 12 veículos repassados de outras unidades, como Polícia Técnico-Científica – Politec, Secretaria Nacional de Segurança Pública – Senasp e outros.

Neste ano, um veículo blindado foi entregue para o Batalhão de Operações Policiais Especiais do Estado de Rondônia – Bope, da Polícia Militar, com o investimento de R$ 2,8 milhões. Também existe a previsão da entrega de mais de dois mil armamentos à PMRO, entre espingardas, fuzis, carabinas, pistola e fuzis. Para a Polícia Civil, foram destinadas 219 viaturas, com o investimento anual de R$ 8,5 milhões e quatro viaturas locadas para auxiliar no serviço de polícia judiciária, demandas com escopo investigativo, totalizando o investimento anual de R$ 220 mil.

Além disso, foram adquiridos para a PCRO, 475 armamentos, entre pistolas, espingardas, fuzis e carabinas; 10 drones; 618 coletes e a blindagem de três viaturas da Coordenadoria de Operações e Recursos Especiais – Core, totalizando mais de R$ 1 milhão.

OPERAÇÕES

Operação Máximus foi deflagrada pelo Governo de Rondônia no início do mês de outubro e tem dado resultados positivos

Em 7 de outubro, a Polícia Militar do Estado de Rondônia deflagrou a “Operação Máximus”, e em três semanas de operação houve uma expansiva redução nos homicídios em Porto Velho.  De acordo com da Secretaria de estado da Segurança, Defesa e Cidadania – Sesdec foi apontado uma redução de 38% dos crimes de homicídio doloso, se comparado com o período de execução da operação, em relação ao mês de setembro.

Também, Por meio do Sistema de Segurança da Sesdec foi detectado um aumento no registro de crimes envolvendo drogas ilícitas, girando em torno de 36%; os registros policiais de porte ilegal de arma de fogo em 40% e, como destaque, a recaptura de foragidos da Justiça, que cresceu em 42% no período.

De acordo com o Tenente-coronel BM Felipe Vital, secretário de Estado da Segurança, a ação policial nas ruas da cidade, com o reforço efetivo dos militares na realização dos pontos de bloqueio e policiamento fixo, nos principais condomínios populares da Capital, é um trabalho preventivo estratégico, realizado devido à constatação de flagrantes de delitos. “Quanto menos armas de fogo, drogas e foragidos pelas ruas, menor a possibilidade de ocorrer crimes contra a vida”, finalizou.

Richard Neves
Fotos: Frank Néry, Ésio Mendes e Comunicação PMRO
Secom - Governo de Rondônia

Nenhum comentário