Ações educativas no Vale do Jamari intensificam esforços na prevenção de queimadas e incêndios florestais - RONDONIA 319

728

Ações educativas no Vale do Jamari intensificam esforços na prevenção de queimadas e incêndios florestais

Share:

Os temas foram relacionados à prevenção e combate às queimadas e incêndios florestais

Porto Velho, RO - Com o objetivo de promover ações preventivas de enfrentamento às queimadas em áreas urbanas e rurais, o governo de Rondônia realizou atividades educativas em escolas públicas dos municípios da Região do Vale do Jamari, durante esta semana.

A programação, executada pela Secretaria de Estado do Desenvolvimento Ambiental (Sedam), abrange o Plano Multinível de Prevenção às Queimadas e Incêndios Florestais, e foi conduzida por técnicos da Coordenadoria de Educação Ambiental (Ceam), abordando temáticas ambientais com ênfase na prevenção, considerando que se aproxima o período de estiagem e os índices de queimadas tendem a aumentar.

MUNICÍPIOS PARTICIPANTES

Durante as atividades foram discutidos temas relacionados ao descarte de resíduos sólidos, uso de recursos hídricos, com destaque para a prevenção e combate às queimadas e incêndios florestais, visando definir práticas de atuação no combate e sensibilização para a preservação ambiental, visto que, a região corresponde à área localizada no entorno de unidades de conservação. Foram contemplados, nesta etapa, os municípios de Cacaulândia, Machadinho d’Oeste, Cujubim, Alto Paraíso e Rio Crespo.

Para o governador de Rondônia, Marcos Rocha, a participação dos municípios fortalece a cooperação entre as esferas governamentais e a sociedade civil para a preservação da floresta e prevenção das queimadas, que tanto prejudicam o estado.

AÇÕES PREVENTIVAS

Atividades educativas foram realizadas em escolas públicas dos municípios do Vale do Jamari

Segundo o secretário da Sedam, Marco Antonio Lago, é fundamental que todos compreendam a gravidade do problema e se comprometam de maneira responsável. “Estamos fornecendo o suporte necessário para orientar as ações de prevenção. As queimadas e os incêndios florestais representam uma ameaça séria ao nosso ecossistema. Estamos agindo para combater esse problema”, pontuou.

Para a coordenadora da Ceam, Deigna Lais Oliviak, ao investir em educação ambiental, o estado demonstra o engajamento acerca da proteção do meio ambiente e bem-estar das gerações presentes e futuras. “A educação é a base de qualquer mudança, por isso buscamos capacitar as comunidades com o conhecimento e as habilidades necessárias para proteger o meio ambiente”, ressaltou.

Nenhum comentário