728

Cresce o número de propriedades cadastradas para cultivo de soja em Rondônia

Share:

Em Rondônia, o número de áreas produtoras de soja teve considerável aumento na safra 2023/24

Porto Velho, RO - Apesar dos desafios climáticos decorrentes do fenômeno El Niño, que provocaram mudanças significativas no calendário de semeadura da soja, em todo o Brasil, Rondônia registrou aumento no número de propriedades rurais cadastradas para o cultivo do grão. A Agência de Defesa Sanitária Agrosilvopastoril (Idaron) cadastrou mais de 3,6 mil propriedades, quase 700 a mais que em 2023, quando foram cadastradas 2.970 propriedades.

A crise hídrica, agravada pela escassez de chuvas em várias regiões do país, resultou em prejuízos para diversos produtores rurais na safra 2023/24. No entanto, globalmente, devido ao aumento das áreas de cultivo, espera-se que a produção de grãos permaneça nos níveis dos últimos anos, com ligeiras variações entre os diferentes cultivos, a exemplo do milho, soja ou sorgo.

Em Rondônia, a Idaron facilitou o processo de cadastro das propriedades para o plantio de soja, oferecendo um link para os produtores rurais. Com o término do período de plantio, equipes da Agência realizam levantamentos presenciais para determinar o tamanho das áreas cultivadas em todas as regiões do Estado. O Governo espera que, na safra 2023/24, a produção de grãos mantenha o desempenho positivo registrado anteriormente, quando Rondônia alcançou um recorde, ultrapassando a marca de 3,7 milhões de toneladas.

Nenhum comentário