Governo pode lançar aplicativo para bloquear celulares roubados - RONDONIA 319

728

Governo pode lançar aplicativo para bloquear celulares roubados

Share:

A nova iniciativa do Governo, o Proteja Seu Celular, será um aplicativo que permitirá bloquear celular roubado com mais facilidade

Porto Velho, RO - O governo federal está planejando lançar o programa Proteja seu Celular, uma plataforma que possibilitará o registro imediato de celulares furtados ou roubados, permitindo o bloqueio instantâneo do dispositivo.

Essa medida visa evitar acessos não autorizados a aplicativos bancários e dados pessoais. Segundo informações da Folha de S.Paulo, a previsão é que o serviço esteja disponível até o final de outubro.

Essa iniciativa estará acessível por meio de um aplicativo e site, proporcionando aos proprietários a oportunidade de cadastrar seus telefones nos sistemas governamentais.

Além do número IMEI do dispositivo, os usuários poderão cadastrar até duas pessoas de confiança que poderão acionar a ferramenta.

No caso de furto ou roubo, as pessoas autorizadas poderão acessar a plataforma imediatamente, informando o IMEI para realizar o bloqueio.

O objetivo é agilizar o processo, impedindo que o proprietário tenha que passar por longas chamadas para a operadora e bancos, reduzindo assim os riscos de danos.

Proteja Seu Celular



A criação da plataforma conta com a parceria entre a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) e a Federação Brasileira de Bancos (Febraban), com a participação do Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP).

Além disso, o governo busca envolver as grandes empresas de tecnologia nessa iniciativa.

Atualmente, há negociações em curso com o Google e a Meta. Essa colaboração permitiria o bloqueio do sistema operacional Android e das redes sociais nos dispositivos furtados ou roubados.

De acordo com o secretário-executivo do MJSP, Ricardo Cappelli, a participação das gigantes da tecnologia, como o Google, tornaria a ferramenta significativamente mais eficiente.

Ele ressaltou que isso possibilitaria apagar completamente o sistema Android no smartphone, transformando-o em um objeto de pouco valor.

Para minimizar os impactos em caso de furto ou roubo, recomenda-se registrar um boletim de ocorrência (BO) e solicitar o bloqueio do telefone.

Além disso, é aconselhável utilizar as funções de busca e apagamento oferecidas pelos sistemas Android e iOS, bem como solicitar o bloqueio temporário das contas bancárias.

Dessa forma, será possível reduzir a quantidade de fraudes e roubos que acontecem após a intercepção. Muitos mantém várias informações logadas no telefone, e podem ser vítimas de outros crimes após terem o celular tomado.

O que é IMEI?



O IMEI, ou International Mobile Equipment Identity, é um número de identificação único atribuído a cada dispositivo móvel.

Ele possui 15 dígitos e serve como uma espécie de “impressão digital” exclusiva para o dispositivo. O IMEI é utilizado para identificar celulares, tablets e outros dispositivos móveis.

A principal função é possibilitar que as operadoras de telefonia móvel e os fabricantes identifiquem e rastreiem dispositivos específicos.

Além disso, em caso de roubo ou perda de um dispositivo, o IMEI pode ser usado para rastreá-lo e bloqueá-lo remotamente. Isso impede a utilização do dispositivo em redes móveis.

De modo geral, o IMEI é uma forma única de identificar um dispositivo móvel. Essa utilização ajuda a registrar o dispositivo junto à operadora e associar serviços específicos a ele.

Algumas redes móveis e serviços também podem usá-lo como uma camada adicional de autenticação para garantir a segurança das transações e acessos.

Por esse motivo, é fundamental saber esse número e informá-lo no caso de roubos ou furtos. Com o programa Proteja Seu Celular, o governo incentiva essa identificação para evitar fraudes.

E no caso de suporte técnico, também torna mais simples a identificação do aparelho para os profissionais.

Caso as pessoas não conheçam o IMEI do dispositivo, o programa Proteja Seu Celular ajudará a encontrar. Além disso, o bloqueio será mais rápida, contribuindo assim para a segurança dos dados pessoais armazenados no dispositivo.

Fonte: Fatos Desconhecidos

Nenhum comentário