Porto Velho sedia eventos que estimulam o crescimento de um ambiente de negócios sustentável - RONDONIA 319

728

Porto Velho sedia eventos que estimulam o crescimento de um ambiente de negócios sustentável

Share:

Realização do ICLEI debate as cidades amazônicas e os desafios do crescimento sustentável

Porto Velho, RO - Por iniciativa da Agência de Desenvolvimento de Porto Velho (ADPVH), em parceria com outras instituições, Porto Velho sediou nos últimos anos importantes eventos voltados ao impulsionamento, voltados aos negócios. Em 2023, o grande destaque foi a realização do ICLEI Amazônia, junto com o 1º Fórum de Sustentabilidade de Porto Velho e o Fórum de Cidades Pan-Amazônicas.

A finalidade desses dois eventos foi alinhar a agenda de sustentabilidade de Porto Velho e promover negócios sustentáveis e inovadores na cidade. "A ideia é o fortalecimento de Porto Velho como um centro para negócios sustentáveis e inovadores, com impacto esperado para os próximos 50 anos. Os debates sobre a sustentabilidade na Amazônia reuniram atores e convidados nacionais e internacionais", completou Leandro Dill, presidente da ADPVH.

Um dos painéis do ICLEI debateu os desafios e oportunidades das cidades amazônicas. A discussão integrada abordou perspectivas nacionais, locais e multilaterais, voltadas para a construção de um modelo de cidade amazônica que seja adequado às demandas e necessidades dos territórios, de acordo com as peculiaridades de cada região.

DESTAQUE

Um dos convidados do ICLEI Amazônia foi Almir Suruí, líder indígena de Rondônia e empreendedor. Ele defende que a sustentabilidade é um dos caminhos importantes para todo equilíbrio do planeta, fortalecendo a economia e melhorando a qualidade de vida para os moradores.

“O indígena também quer desenvolvimento, mas é preciso criar governança, estratégias e planejamento para que todos possam construir o caminho do futuro. É preciso desenvolver com responsabilidade, utilizando as tecnologias, conhecimento científico e conhecimentos tradicionais”, declarou durante sua participação no evento.

Já Elkin Velásquez, representante regional do Programa das Nações Unidas para os Assentamentos Humanos (ONU-Habitat), observou que o objetivo do ICLEI é muito mais que a conscientização, mas, sobretudo, para promover ações concretas, especialmente em relação à convergência de vontade dos governos locais e outros organismos, para melhorar a qualidade de vida das pessoas.

“O mundo todo está falando da Amazônia enquanto bioma. O bioma é muito importante para toda humanidade no contexto da mudança climática. Porém, para cuidar da Amazônia como o mundo pede, o primeiro a ser feito é cuidar dos 48 milhões de moradores dessa Amazônia, que estão organizados nas grandes, médias e pequenas cidades. O ponto principal é melhorar a qualidade de vida dos moradores das cidades, em termos de saneamento básico e oportunidades de empregos, empregos gerados pelo novo modelo econômico da Amazônia, entre outros”, afirmou.

AÇÕES

Além de ampliar as perspectivas de modelos de negócios sustentáveis na Amazônia, com foco no desenvolvimento das cidades e melhor qualidade de vida das pessoas, o 2º ICLEI Amazônia, trouxe resultados práticos para a capital.

No evento, foi assinado um acordo de cooperação técnica entre a cidade de Porto Velho e a GIZ, que é uma das principais agências de cooperação do Governo Alemão. A Prefeitura de Porto Velho recebeu neste início de 2024, o encontro presencial da mentoria em Ordenamento Territorial, após a capital ser uma das cinco cidades da Amazônia Legal selecionada para receber a consultoria da GIZ.



Fonte: Superintendência Municipal de Comunicação (SMC)

Nenhum comentário