Maior ataque aéreo da Rússia em semanas aumenta pressão sobre Ucrânia - RONDONIA 319

728

Maior ataque aéreo da Rússia em semanas aumenta pressão sobre Ucrânia

Share:

Ofensiva atingiu quase uma dúzia de instalações elétricas

Porto Velho, RO - Mísseis e drones russos atingiram quase uma dúzia de instalações de infraestrutura crítica ucraniana em um grande ataque aéreo na madrugada de quarta-feira (8), causando sérios danos a três usinas térmicas da era soviética, disseram autoridades de Kiev.

A Força Aérea afirmou ter abatido 39 dos 55 mísseis e 20 dos 21 drones usados no ataque, o que aumenta a pressão sobre o sistema de energia sitiado da Ucrânia há mais de dois anos, desde que a Rússia lançou sua invasão em grande escala.

"Outro ataque maciço ao nosso setor de energia!", escreveu o ministro da Energia, German Galushchenko, no aplicativo Telegram.

Duas pessoas ficaram feridas na região de Kiev e uma ficou ferida na região de Kirovohrad, informou o ministro do Interior, Ihor Klymenko.

Cerca de 350 socorristas trabalhavam para minimizar os danos causados a várias instalações de energia, 30 casas, veículos de transporte público, carros e uma estação de bombeiros, disse ele.

As instalações de geração e transmissão de energia nas regiões de Poltava, Kirovohrad, Zaporizhzhia, Lviv, Ivano-Frankivsk e Vinnytsia foram atingidas, segundo Galushchenko.

Apagões

A ofensiva foi a mais recente em uma onda de ataques a infraestruturas críticas de energia que começou em março.

Os ataques já forçaram as autoridades a impor apagões contínuos em várias regiões, mas seu impacto total provavelmente será sentido mais para o final do ano, quando o consumo de energia atingir o pico.

Com exceção de Zaporizhzhia, no Sudeste do país, todas essas regiões estão localizadas longe das linhas de frente no leste, onde estão ocorrendo fortes combates e a Rússia vem ganhando terreno.

Galushchenko não citou o nome das instalações atingidas, parte de uma política de sigilo em tempo de guerra que, segundo Kiev, é necessária para evitar que a Rússia use as informações para outros ataques aéreos.

O governador de Lviv, Maksym Kozytskyi, disse que a Rússia também atacou uma instalação de armazenamento de gás natural em sua região, no Oeste do país, informou a Radio Free Europe/Radio Liberty.

O Ministério da Defesa russo disse que o país atingiu alvos na Ucrânia em retaliação a ataques ucranianos contra instalações de energia russas. A Rússia nega ter como alvo civis, mas considera o sistema de energia ucraniano como um alvo militar legítimo.

Fonte: AG/BR

Nenhum comentário