Jornada Amazônia abre espaços para novos empreendedores com inovação e sustentabilidade - RONDONIA 319

728

Jornada Amazônia abre espaços para novos empreendedores com inovação e sustentabilidade

Share:

Agência de Desenvolvimento tem promovido, com a Fundação Certi, novas oportunidades de negócios

Porto Velho, RO - A Prefeitura de Porto Velho, por meio da Agência de Desenvolvimento de Porto Velho (ADPVH), assinou termo de parceria com a Fundação Certi na iniciativa da "Jornada Amazônia", com o objetivo de dialogar e cooperar em iniciativas para promoção da inovação na cidade de Porto Velho.

A Plataforma Jornada Amazônia é um projeto coordenado e executado pela Fundação Certi e pelo Instituto Certi Amazônia, com a coparticipação e investimentos do Bradesco, Fundo Vale, Itaú Unibanco e Santander.

Até 2025, a Plataforma pretende mobilizar 20 mil talentos empreendedores, criar 200 novas startups de impacto, qualificar 100 empresas, e investir nas 30 startups mais promissoras. O projeto também busca conectar e dinamizar os ecossistemas de inovação da região amazônica e potencializar a competitividade da floresta em pé por meio do empreendedorismo inovador sustentável.

Com essa parceria, foram ofertados programas com o objetivo de estimular o empreendedorismo inovador. O primeiro, o Gênese, com o objetivo de despertar talentos empreendedores e estimular a pesquisa orientada a produtos e soluções de impacto. O segundo, o Sinapse da Bioeconomia, ou Sinapse Bio, com a meta de selecionar ideias inovadoras e originar até 70 novos negócios na Amazônia, com investimentos de R$ 70 mil em ideias de negócio.

O Gênese e o Sinapse Bio fazem parte da Plataforma Jornada Amazônia, projeto que busca apoiar a criação de um pipeline de startups inovadoras para impulsionar o empreendedorismo, estabelecer e qualificar conexões com o mercado, e fortalecer o ecossistema de inovação e impacto positivo na região.

Neste contexto, a Agência de Desenvolvimento de Porto Velho vem trabalhando junto a Fundação Certi na elaboração de iniciativas locais com foco no fomento à inovação na cidade de Porto Velho. E a parceria com a Fundação Certi tem rendido bons frutos.

“Pela primeira vez, Porto Velho, que nunca figurava nos rankings de projetos submetidos dessas oportunidades, ficou em quarto lugar em projetos submetidos e projetos aprovados”, destacou Leandro Dill, presidente da Agência.

PROJETOS

Para propagar o projeto Jornada Amazônia e o Programa Sinapse da Bioeconomia que oferece capacitação, suporte e recursos financeiros não reembolsáveis para transformar ideias em negócios de sucesso e que gerem valor para a bioeconomia amazônica, a Agência de Desenvolvimento em parceria com a Fundação Certi realizou o workshop ‘Ideias que Transformam’.

O desenvolvimento de negócios sustentáveis também foi debatido durante a Oficina Prática de Bioeconomia, desenvolvida pela Fundação Certi e pela Universidade Federal de Rondônia (Unir), voltada a empreendedores que atuam com negócios sustentáveis e que querem alavancar sua marca ou produto, acessando financiamentos. A pauta fez parte da segunda edição do Iclei Amazônia e do 1º Fórum de Sustentabilidade.

No último dia 4 de maio, foi realizado um workshop no auditório do IFRO Calama, com mais de 50 participantes, entre diversos empreendedores locais, organizações e instituições que juntos elaboraram oito soluções baseado em bioeconomia nos moldes do programa Sinapse Bio, para submissão ao programa que está aberto até dia 30 de maio. As inscrições podem ser feitas aqui.

O Workshop foi marcado por diversas soluções focadas em principalmente produtos derivados do babaçu, fruta nativa da região amazônica, onde é possível aproveitar diversas partes desta planta na geração de novos produtos. Também foram apresentados projetos voltados à cosmetologia, uma vez que esmaltes tradicionais, além da fabricação ser dependente de diversas químicas, tem componentes que dificilmente degradam-se no meio ambiente, e a solução proposta é de 100% de produtos da floresta, desde a pigmentação até o pincel.


Fonte: Superintendência Municipal de Comunicação (SMC)

Nenhum comentário