728

Parceria do TJ-RO e CIMCERO para recuperar de áreas degradadas chega a 34 municípios

Share:

Atualmente o projeto tem capacidade de produção de 4 milhões de mudas

Porto Velho, RO - O projeto “Colhendo Sementes, Construindo Viveiros, Plantando Florestas”, que visa a construção de viveiros para produção de mudas de essências florestais que são usadas na recuperação de áreas degradadas, arborização urbana, revitalização de matas ciliares e nascentes de rios, já está contemplando 34 municípios rondonienses.

Realizado através de parceria entre o Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia e o Consórcio Público Intermunicipal de Rondônia (CIMCERO), o projeto foi idealizado em 2021 pelo juiz doutor Maximiliano Deitos, titular do juizado especial criminal da Comarca de Ji-Paraná e hoje possui 36 viveiros com capacidade de produção de 4 milhões de mudas, beneficiando 34 cidades no Estado.

Os recursos disponibilizados ao Projeto são oriundos das multas aplicadas aos infratores de crimes ambientais. O dinheiro então é utilizado para aquisição de sementes junto a diversas associações indígenas de Rondônia, bem como para aquisição de outros materiais necessários a implementação dos viveiros.



Além da aquisição e distribuição das Sementes, o Tribunal de Justiça fornece aos municípios consorciados que aderem ao Projeto, a madeira, o sombrite e a sacolinha para desenvolvimento das mudas. O CIMCERO faz a gestão do projeto e as prefeituras disponibilizam a área para construção do viveiro, a mão de obra técnica para o plantio e a distribuição das mudas.

Nos viveiros são disponibilizadas mudas de mais de 50 espécies florestais nativas, entre elas, ipês roxo, amarelo, branco e rosa, aroeira, mogno, cerejeira, baginha, ingá, buritis, açaí e sumaúma.

O projeto ainda conta com a parceria da Unimed Centro Rondônia e das cooperativas de crédito Sicredi, Sicoob Credip, Sicoob Credisul, Sicoob Fronteira e Cresol, além da SEDAM, PRF, BPA e EMBRAPA.


Assessoria de Comunicação CIMCERO

Nenhum comentário