728

Ministério Público Federal descobre segundo sistema de espionagem ilegal da Abin

Share:

De acordo com o MPF-MG, a ferramenta de invasão, que opera por meio de um malware, permite acesso completo ao conteúdo dos computadores das vítimas

Porto Velho, RO - O Ministério Público Federal (MPF) de Minas Gerais está conduzindo uma investigação sobre a suspeita de que a Agência Brasileira de Inteligência (Abin) utilizou ilegalmente um segundo sistema de espionagem para invasões em massa de computadores. A decisão de incluir esse sistema nas investigações em curso foi tomada pelo procurador Carlos Bruno Ferreira da Silva.

De acordo com o despacho do procurador, a investigação do possível uso ilegal desse sistema é considerada um "tema conexo" à apuração original, que estava relacionada ao sistema FirstMile, usado pela Abin para rastrear pessoas com base na geolocalização de celulares, sem autorização judicial.

A suspeita de existência desse segundo sistema ilegal de invasão em massa de computadores está sendo apurada pela Polícia Federal e foi divulgada pelo apresentador da Globonews, Cesar Tralli. A ferramenta de invasão, que opera por meio de um malware, permite acesso completo ao conteúdo dos computadores das vítimas, de acordo com fontes ligadas ao caso.

A espionagem clandestina pode ocorrer de diversas maneiras, como o envio de um e-mail malicioso, uma mensagem de texto, o uso do WhatsApp em computadores ou até mesmo por acesso físico, como a inserção de um pendrive na máquina. O mais preocupante é que a vítima infectada não tem conhecimento da invasão, enquanto os espiões conseguem acessar imediatamente todo o conteúdo do computador.

Fonte: Brasil247

Nenhum comentário