Quando vou me aposentar? Veja como fazer simulação no sistema do INSS - RONDONIA 319

728

Quando vou me aposentar? Veja como fazer simulação no sistema do INSS

Share:

O INSS lançou recentemente uma calculadora de aposentadoria, e permite que os usuários façam simulações sobre seu prazo. Veja como simular!

Porto Velho, RO - O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) agora traz uma calculadora de aposentadoria, ferramenta prática para estimar o tempo que falta até a sua aposentadoria.

Este recurso está disponível tanto pelo computador quanto pelo celular, proporcionando conveniência aos usuários.

Para realizar a simulação utilizando um computador, basta seguir os passos abaixo:

Usar calculadora de aposentadoria pelo site



Para começar, acesse o site meu.inss.gov.br e insira seu CPF juntamente com a senha. Caso ainda não tenha uma senha, é possível realizar o cadastro facilmente.

Ao entrar, procure no menu “Serviços” e localize a opção “Simular Aposentadoria”, geralmente disponível na seção “Mais Acessados”, por ser um lançamento do site.

Em seguida, examine com atenção as informações apresentadas na tela. O site pedirá detalhes como sua idade, gênero, tempo de contribuição e a estimativa de tempo restante até a aposentadoria, considerando as diferentes regras vigentes.

Além disso, se preferir, é possível baixar o documento em formato PDF para manter um registro detalhado dessas informações.

A praticidade continua também posteriormente, pois você pode retornar ao site a qualquer momento para refazer a simulação e revisar as informações conforme necessário.

Essa calculadora de aposentadoria se destaca como uma maneira eficiente de planejar seu futuro previdenciário, colocando o controle em suas mãos.
Simulação pelo celular

A facilidade de simulação também se estende aos trabalhadores que desejam realizar o processo pelo celular, utilizando o aplicativo Meu INSS.

Para começar, faça o download do aplicativo Meu INSS, disponível tanto para Android quanto para iOS.

Em seguida, selecione a opção “Entrar com gov.br” e insira seu CPF e senha. Para quem ainda não tem senha, é possível realizar o cadastro facilmente também pelo aplicativo.

No entanto, lembre-se de se identificar antes de seguir para a próxima tela. Abra o menu lateral localizado na parte superior esquerda e clique em “Simular Aposentadoria”, também na lista ou na parte de Mais Acessados no mobile.

Nesta etapa, o aplicativo também pedirá as mesmas informações, porém dispostas no formulário de maneira mais acessível.

Caso seja necessário corrigir algum dado pessoal, clique no ícone de lápis localizado à direita antes de enviar. Se quiser, acesse o PDF e salve o documento com as informações.



Mais praticidade

Essa ferramenta realiza um levantamento abrangente, considerando as diversas regras de idade e tempo de contribuição. Ao explorar as diferentes modalidades por meio da seta lateral, é possível examinar detalhadamente as especificidades de cada uma dessas regras.

E, para sua conveniência, existe a opção de baixar um documento com os resultados da simulação e ficar com ele sempre disponível.

No entanto, vale ressaltar que a simulação não assegura automaticamente o direito à aposentadoria.

Alguns detalhes podem não ter sido incluídos ou podem ter sofrido alterações durante o processo.

Por isso, ao solicitar o benefício, o INSS pode requerer a apresentação de documentos adicionais para comprovar períodos de trabalho e contribuição.

Cada contribuição e período trabalhado podem influenciar significativamente no cálculo da aposentadoria.

Portanto, é crucial verificar se há algum período não considerado pelo INSS ou se existem informações incorretas no sistema.

Se isso acontecer, procure a agência e confirme sobre suas informações, ou correrá o risco de perder algum pagamento no futuro.

E para aqueles que estão próximos da idade de aposentadoria, recomenda-se também buscar a orientação de um especialista ao formalizar o pedido, garantindo um processo mais eficiente e preciso.


Embora a calculadora de aposentadoria seja prática, ela é apenas um auxílio, e as informações mais verídicas estão disponíveis após uma consulta com o INSS presencialmente.

Fonte: Fatos Desconhecidos

Nenhum comentário