Programa de Crédito Fundiário realiza capacitação para inclusão de novos beneficiários de Rolim de Moura - RONDONIA 319

728

Programa de Crédito Fundiário realiza capacitação para inclusão de novos beneficiários de Rolim de Moura

Share:

O encontro capacitou os produtores interessados na aquisição de lotes rurais

Porto Velho, RO - Cerca de 250 pessoas participaram quarta-feira (4) de uma reunião no município de Rolim de Moura mobilizada pelo Governo de Rondônia. O encontro serviu como capacitação para os produtores, interessados e pertencentes a agricultura familiar, na aquisição de lotes rurais com a intermediação do Governo Estadual com pagamento de juros baixos. Durante a reunião foram discutidos critérios e etapas do Programa Nacional de Crédito Fundiário – Pncf, nova nomenclatura do Terra Brasil.

Segundo Secretaria de Estado da Agricultura – Seagri, o crédito fundiário beneficiou mais de mil famílias. O teto do empréstimo é de R$ 174.289,41 com juros de 0,5% a 2,5% ao ano. O pagamento é efetuado em 25 anos com três de carência. O programa dobrou os recursos para contratação de Assistência Técnica e Extensão Rural – Ater. Pulou de R$ 10.000,00 (dez mil reais) para R$ 20.000,00 (vinte mil reais).

O governador do Estado, Marcos Rocha destacou que, com as facilidades que o programa apresenta espera que mais famílias possam fazer adesão para aumentar a produtividade no campo. “Nossa força econômica está no campo. Por isso, estamos apoiando essas iniciativas”, disse.

A coordenadora da Unidade Técnica – UTE, Fabiana Fernandes Tonon explicou que a pessoa interessada em aderir ao programa já sabe se terá condição ou não de preencher os requisitos. “Com isso, as etapas de adesão foram reduzidas”, destacou.

O secretário de Estado da Agricultura, Luiz Paulo, enfatizou a importância do crédito fundiário para melhoria da agricultura familiar. “O Governo faz a intermediação da compra e o produtor tem acesso à linha de créditos nas instituições com juros reduzidos. É de grande importância para a evolução das cadeiras produtivas em Rondônia”, declarou.

Nenhum comentário