728

17 integrantes do Comando Vermelho são presos por matarem presidiário no Urso Branco após ordem da facção

Share:

Mandados de prisão foram cumpridos no presídio Urso Branco, unidade onde os investigados já cumprem penas por outros crimes, em Porto Velho

Porto Velho, RO - Uma operação da Polícia Civil cumpriu 17 mandados de prisão temporária contra integrantes da facção Comando Vermelho que são suspeitos de matarem um detento do Urso Branco, em Porto Velho. As ordens judiciais foram cumpridas no presídio Urso Branco, unidade onde os investigados já cumprem penas por outros crimes.

Segundo a polícia, no último dia 19 de agosto os faccionados atacaram um companheiro de cela identificado como Pedro Douglas Ferreira da Silva.

A investigação da Delegacia Especializada em Delitos Cometidos no Sistema Penitenciário (DEDCSP ) revelou que o Tribunal do Crime do Comando Vermelho ordenou a 'eliminação' de Pedro da Cela I-3. Após receberem a determinação da facção, quase 20 detentos agrediram a vítima de forma violenta.

Os policiais penais escutaram as agressões e conseguiram socorrer o detento Pedro Douglas, mas ele não resistiu aos ferimentos. O laudo do Instituto Médico Legal (IML) apontou que o presidiário morreu em decorrência de politraumatismo, hemorragia interna e choque hipovolêmico.

A investigação conduzida pela DEPCSP identificou os envolvidos no homicídio qualificado dentro do presídio e a polícia pediu na justiça pelo cumprimento de prisão temporária contra o grupo. As ordens judiciais foram cumpridas nesta quarta-feira no Urso Branco.

Esta operação foi chamada de Urso Branco - Cela I-3, local onde Pedro foi atacado e morto de forma brutal.

A investigação da operação vai seguir em andamento, com objetivo de coletar mais provas para a responsabilização penal dos envolvidos, inclusive de um dos líderes do Comando Vermelho na capital.

Fonte: G1

Nenhum comentário