728

Inscrições para fornecedores do Programa de Aquisição de Alimentos encerram nesta sexta-feira

Share:

São públicos prioritários ao PAA: Mulheres agricultoras, quilombolas, ribeirinhos e assentados da reforma agrária produtores de alimentos

Porto Velho, RO - Para atender os 1.066 produtores rurais já cadastrados no Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), nos 52 municípios rondonienses, o Ministério do Desenvolvimento Social, Família e Combate a Fome (MDS) liberou por meio de convênio com a Secretaria de Estado da Agricultura (Seagri) R$ 2.831,539,46, para compra de produtos do agricultor familiar.

Mas, ainda durante a solenidade de abertura das compras de 2024, a Entidade Autárquica de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Rondônia (Emater/RO) anunciou a aprovação de mais R$ 3,5 milhões para dar continuidade e impulsionar o Programa inclusive com a abertura de cadastramento para novos fornecedores.

Conforme o diretor presidente da Emater/RO, Luciano Brandão, os agricultores familiares e entidades socioassistenciais interessados em participarem do PAA, já podem se cadastrar nos escritórios locais da Emater/RO e prefeituras de seus municípios. As inscrições estão abertas até o dia 2 de fevereiro. Para os novos fornecedores cadastrados, as vendas começam no início do segundo semestre deste ano, anunciou Brandão.

Produtores poderão se cadastrar nos escritórios da Emater/RO ou secretarias municipais de agricultura

Os produtores rurais aptos a participarem dos programas tiveram os valores do PAA definidos em consonância com as demandas apresentadas por cada município. Agora, os produtores rurais e entidades representativas que tiverem interesse em participarem do Programa devem realizar o cadastro junto aos escritórios locais da Emater/RO, nos municípios ou nas secretarias municipais de agricultura, para serem contemplados no segundo semestre do corrente ano”, informou Brandão.

O governador de Rondônia, Marcos Rocha enfatiza que a agricultura familiar é um importante aliado no fortalecimento da economia do Estado, “especialmente por comercializar a maioria dos produtos hortifrutigranjeiros consumidos pela população rondoniense, e por ser uma ótima fonte de renda, que garante a subsistência das famílias rurais e a produção de alimentos frescos de qualidade”, disse.

Para se cadastrar no PAA, o produtor rural deve apresentar juntamente aos documentos pessoais, o CAF (Cadastro Nacional do Agricultor) ou a DAP (Declaração de Aptidão ao Pronaf), a Seagri incentiva a participação dos produtores como forma de melhorar a renda das famílias. Segundo secretário de Estado da Agricultura, Luiz Paulo, “temos realizado um trabalho, cujo objetivo é fortalecer o produtor rural para que possa comercializar toda sua produção, a Seagri vem incentivando a agricultura familiar como forma de aumentar a renda das famílias”, concluiu.

Nenhum comentário