728

VACINAÇÃO - Dia da Imunização reforça a necessidade de prevenção e proteção contra doenças

Share:

As vacinas fazem com que o sistema imunológico reaja e produza anticorpos necessários à defesa contra os agentes 


Hoje, 9 de junho, é celebrado o Dia da Imunização. A data busca conscientizar a população sobre a importância das vacinas e a necessidade de seguir os prazos do calendário vacinal de rotina para a probabilidade de contrair enfermidades como a caxumba, o sarampo, o tétano, a gripe, entre outras.

Autoridades em saúde pública apontam que manter a vacinação em dia, inclusive na fase adulta, é um dos melhores métodos para evitar doenças e infecções. Ao entrarem no organismo, as vacinas, que possuem moléculas mortas ou atenuadas, fazem com o que o sistema imunológico reaja e produza os anticorpos necessários à defesa contra os agentes, o que torna o corpo imune a eles e às doenças que eles causam.

Mesmo com tantos benefícios, a vacinação no Brasil vive um momento desafiador, onde a segurança e eficácia dos imunizantes têm sido contestadas, gerando queda acentuada nas coberturas vacinais e acendendo um alerta nas autoridades sanitárias brasileiras e também mundiais.

Para descentralizar a vacinação, foram planejadas ações em escolas, órgãos públicos, e outros espaçosPara descentralizar a vacinação, foram planejadas ações em escolas, órgãos públicos, e outros espaços

Em Porto Velho, a Divisão de Imunização da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) tem buscado alternativas para elevar a cobertura vacinal e proteger a população do adoecimento.

Em alusão ao Dia da Imunização, a Divisão de Imunização mobilizou toda equipe para planejar e executar as ações descentralizadas, entre elas estão: vacinação nas escolas, em órgãos públicos municipais, estaduais e federais, hospitais públicos e privados, conjuntos de moradias populares, mutirão nos distritos, entre outras atividades.

Elizeth Gomes, coordenadora da Divisão, explica que a estratégia foi realizar o mês da imunização, intensificando o serviço de vacinação descentralizado. O resultado foi a aplicação de 5.100 vacinas aplicadas nas ações desenvolvidas até agora.

“O dia da imunização deve ser lembrado todos os dias, pois é uma forma de autocuidado e também preocupação com o próximo como família e amigos. As vacinas de rotina e campanha estão disponíveis nas unidades de saúde e devemos ter a consciência de que se não nos protegermos, doenças consideradas extintas podem voltar, como é o caso de sarampo e rubéola, por exemplo”.

A rede municipal disponibiliza 17 tipos de vacinas no calendário vacinal de rotina, que devem ser aplicadas desde o recém-nascido, criança, adolescente, adulto até o idosoA rede municipal disponibiliza 17 tipos de vacinas no calendário vacinal de rotina, que devem ser aplicadas desde o recém-nascido, criança, adolescente, adulto até o idoso

VACINAÇÃO DE ACAMADOS

O serviço de atendimento domiciliar é oferecido durante todo o ano para pessoas que possuem dificuldade de locomoção e não tem condições de custear o transporte até uma unidade de saúde. A equipe que realiza o serviço é composta por vacinadores, assistente social e enfermeiro.

VACINA DE ROTINA

É a que segue o calendário recomendado pelo Ministério da Saúde para que o paciente seja imunizado nas idades recomendadas. Em Porto Velho, a rede municipal disponibiliza 17 tipos de vacinas no calendário vacinal de rotina, que devem ser aplicadas desde o recém-nascido, criança, adolescente, adulto até o idoso. É importante que o cidadão cuide do cartão de vacina e verifique regularmente a necessidade de atualizar a proteção.

Além de serem vacinadas nas idades recomendadas pelo calendário do Ministério da Saúde, as pessoas também devem receber as vacinas oferecidas nas campanhas de vacinação. Isto é, uma não exclui a outra.

CAMPANHA DE VACINAÇÃO

Acontece somente em determinado período do ano e tem como foco a prevenção de uma doença, como, por exemplo, a campanha contra a poliomielite e a campanha contra a gripe, que acontecem todo ano.

Em Porto Velho, a vacina contra a influenza e Covid-19 seguem disponíveis em todas as unidades de saúde, das 8h às 18h, exceto na Vila Princesa e Santo Antônio que vai de 8h às 12h. Saiba os endereços aqui.

Confira o Calendário Nacional de Vacinação indicado para cada fase da vida.

Texto: Luciane Gonçalves Foto: Wesley Pontes/ Leandro Morais

Nenhum comentário